quinta-feira, 3 de novembro de 2011

TÚNEL SEM LUZ

   
 Encontramos muitos artigos que aproximam os nossos anseios sobre a morte e realmente nos confortam e nos dão consolo. Tenho certeza que tais escritos aliviam a dor e cicatrizam a ferida da solidão em muitos corações. Disso eu não tenho dúvidas. Acordei hoje com a sensação de jamais ter vivido a minha vida como minha mesmo, entendem? Como se a minha vida toda, até aqui são quarenta e dois anos, fosse apenas uma leitura de cordel, um filme, uma ida na bodega de seu Paulo, Mas sinto que falta dizer algo. E quando queremos dizer algo é por que estamos cheios dessa verdade e enquanto a gente não vomita-la aos ouvidos e olhos de alguém, não descansaremos em paz. Pois eis, que a morte é um picadeiro. E venerar seu ato é ir ao seu encontro. A cada segundo. A cada dia. Numa carona com os poetas. Nas aventuras dos inquietos. Diabos, nos encontramos no meio da praça da piedade!!!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

A MORTE, O AMOR, O CONHAQUE E A SOBRA DO JANTAR

As minhas cabeçadas no muro em plena madrugada....

Minha sensação de escrever neste momento é a mesma de não ter nada o que escrever. Mas hoje é dia de finados, um feriado nacional. O homem sempre honrou os que partiram antes para a jornada desconhecida. E pelos aspectos do amor duradouro de uma vitrine de sonhos encontramos possíveis caminhos que nos fazem embriagados como sugere o título com conhaque. Pois nos sobram comida da mesa do jantar, e encontramos descoberta a noite em nosso quarto escuro. O sol acordou a noite e em lugar de agito a paz se ergueu sem dor contemplando a leveza das cores que enunciaram o diluvio das luzes,   e o amor cresceu... Assim, em papeis distintos, e sempre incompreendido, mas é amor.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O ALVO É O MARIDO!!


A pressão dos vários representantes de categorias que estão sendo injustiçados pela gestão da então eleita governadora Rosalba Ciarline, está sendo benéfica por trazer a tona do cenário político "familiar" coronelismos que se achava estar superados em nossos pastos. Há uma forte convicção de que a governadora não manda nada e que quem está administrando o Estado é o seu marido o ex deputado estadual o senhor Carlos Augusto Rosado, vamos desmascarar estas práticas abusivas do velho coronelismo e fazer valer a voz dessa mulher e de tantas outras que sonharam em ser e ter voz em nosso planeta de Machos.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

LET POWER THE ROCK AND ROLL IN YOUR HANDS...


UM DIA NAS MÃOS DE UMA NOTA MUSICAL.. GUITARRAS EMPOEIRADAS CRISTALIZAM A DOR DE VIVER SEM CONHECER O QUE A MÚSICA TEM DE MELHOR...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A CRISE DO CAPITALISMO MEXE COM O ORIENTE!

Passo a entender que o sorriso estampado do sr. capital ao ver a boa e velha senhora mídia anunciar aos quatro cantos do mundo a possibilidade de uma democratização em locais onde a ditadura (religiosa ou não) imperava, é apenas mais um sintoma da grande estratégia globalizante de transformar o mundo em um só mercado... A morte de mais um suposto "bandido" demonstra que os "mocinhos" de Hollywood ainda conquistam novos fãs. Essa história eu já vi e ouvi nas telinhas em preto e branco aqui mesmo pelo sertão escaldante do meu quintal. Espero que mesmo assim com toda esta suspeita o mundo se torne melhor. Uma coisa é certa o avanço do capitalismo no mundo e a transformação das pessoas em objetos de mercado é um fator social de grande relevância na história da humanidade. O capitalismo conseguiu, em tese, driblar o fracasso de sua arrogância e apresentar ao mundo que seu avanço é irrevogável frente a situação desastrosa do socialismo em certas regiões. O que devemos entender com tudo isso? Que a máquina do capitalismo está sem ordem e perdeu o freio, para isso está sendo obrigada a invadir territórios antes nunca sonhados em tão pouco tempo, que sá Cuba seja um exemplo vivo desse desempenho fracassado do capitalismo frente ao serviço prestado pelo socialismo. Pensemos na possibilidade de mudanças, sim, mas com horizontes voltados para o povo que sofreu e sofre - se este for o caso - e que a liberdade tenha voz e direito nessa época tão conturbada.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

SERES CELESTIAIS, ANJOS, ASTRONAUTAS, MITOS, DEUSES, CRIAÇÃO HUMANA?
























O que significam todos esses noticiários sobre supostos acontecimentos com seres e objetos desconhecidos? Há alguma evidência lógica em tudo isso? Na verdade não sabemos ao certo. Mas podemos continuar nossa leitura e fazer nossas reflexões e ponderações sempre que for necessário, sempre que houver dúvidas e sempre que houver clareza nos fatos. Vejamos alguns dados que busquei num site especializado e depois vocês podem comentar.

A PRESENÇA EXTRATERRESTRE

Vamos aqui enumerar alguns fatos que, ao longo da história da humanidade, marcaram de forma clara e explícita a presença extraterrestre junto à nossa humanidade.

Vamos iniciar nos tempos pré - bíblicos e pré - diluvianos. Lá vamos encontrar o Livro de Enoc. Ele compreende três apócrifos, denominados, segundo as suas línguas de transmissão de hebreu, etiópio e eslavo. O apócrifo etiópio é dividido em cinco partes: a terceira tem como título: "Trajetória das Luzes no Céu". É uma compilação de um grande numero de relatos, observações e notas referentes a objetos percorrendo os céus, É óbvio que não se tratava de cometas, estrelas ou planetas.

Na Gênese Mosaica vamos encontrar o seguinte relato:

"E todo tempo que Enoc viveu foi de trezentos e sessenta e cinco anos...

Ele andou com Deus, e não apareceu mais, porque Deus o levou."

Versículo 23 e 24

Ezequiel teve visões incríveis e contatos com seres que pilotavam naves aéreas muito estranhas para sua compreensão, naquela época. Segundo as escrituras temos as seguintes palavras de Ezequiel:

"No trigésimo ano, no quinto dia do quarto mês, enquanto eu estava no meio dos cativos, perto do rio Chobar, os céus se abriram e tive visões divinas. ...e eis que um turbilhão de vento vinha do aquilão, e uma espessa nuvem, e um globo de fogo, e uma luz brilhava em toda a volta; e no meio do fogo, havia uma espécie de metal brilhante... E no meio desse fogo apareciam quatro animais, cujo aspecto se assemelhava ao homem..."

A descrição de Ezequiel segue prolongada, porém aqui deixo essas palavras que já são o suficiente para comprovar o que ele estava vendo.

Vamos agora analisar uma série de relatos registrados por grandes historiadores romanos do passado que são documentos vivos da presença extraterrena.

223 a.C. "Em Auriminiun, uma luz brilhante como o dia iluminou a noite; em várias regiões da Itália, três luzes se fizeram visíveis durante a noite." (Dion Cassius, História Romana, livro 1).

222 a.C. "Três luas apareceram também ao mesmo tempo, sob o consulado de Gnaeus e Gaius Faunus." (Plínio, História Natural, livro II, cap. 32).

218 a.C. "Na província de Amiterna, viu-se em vários lugares o aparecimento de homens com vestimentas brancas, vindo de muito longe. O globo do sol tornou-se menor. Em Plaeneste, lâmpadas cintilantes no céu. Em Arpia, um escudo no céu... Navios fantasmas apareceram no céu". (Tito Livio, História Romana, livros XXI e XXII).

214 a.C. "Em Hadra, um altar (plataforma) foi visto no céu, e junto a ele formas de um homem em vestimentas brancas." (Tito Livio, História Romana, livro XXI).

122 a.C. "Na Galia foram vistos três sóis e três luas." Julius Obasequens, Prodigiorum, cap. 114).

91 a.C. "Perto de Espoletium, uma esfera da cor de ouro rolou até o solo, aumentou de tamanho, parecendo em seguida deslocar-se acima do solo em direção a Leste, e tornou-se grande a ponto de cobrir o sol." (Julius Obasequens, Prodigiorum, cap. 114)...


Finalmente a ciência comprova a origem "ET"

O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o 'kit' para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteoritos

Pesquisadores da Nasa encontraram pistas de alguns dos elementos que formam o DNA em meteoritos vindos do espaço e puderam comprovar sua origem extraterrestre, segundo estudo divulgado pela revista Proceedings of the National Academy of Sciences. O resultado da pesquisa ajuda a sustentar a teoria de que o "kit" para a criação da vida da Terra veio pronto do espaço, entregue por colisões da Terra com cometas e meteoritos.

Segundo os cientistas, embora esses componentes do DNA venham sendo encontrados em meteoritos desde 1960, essa é a primeira vez que sua origem pode ser determinada como extraterrestre. Nas outras descobertas pairava a dúvida de uma contaminação dos meteoritos por elementos da vida terrestre...

QUER CONTINUAR A LEITURA?

Fonte: http://www.cubbrasil.net


DETENTOS CAUSAM TERROR EM UM DIA APENAS!

Vamos lá, vamos fazer uma breve reflexão sobre os ocorridos em Natal nestes últimos dias: ônibus e transportes alternativos sendo incendiados, assaltos a caixas eletrônicos, taxistas desaparecidos depois encontrados mortos, bem, agora uma corrente do mal se forma nos presídios do RN e parece que ninguém se apercebe que existe uma mente do mal dominando esses eventos. Eu não sou religioso. Eu não falo de um demônio do além pedindo sua alma para levar ao inferno eu estou falando de homens que pensam e que agem até mesmo por trás das grades. E é pra entender mesmo, depois que seu Fernandinho beira mar veio para o RN essas coisas começaram a acontecer. O que será preciso que aconteça para os olhos das autoridades se voltarem contra isso. Estamos a merce desses criminosos. E é a própria sociedade que criou e que agora se torna refém. Será preciso encontrar uma arma e tomar atitude de bandido para deflagra essa guerra? Somos os culpados por não saber votar, somos os culpados por trocar nosso voto por um cargo político, somos os culpados por que o meu voto é barato demais e não cabe apenas na minha mesa, infelizmente somos os culpados, não gostaria de desabafar a minha ira pelo contrário minha certeza como jornalista seria edificar a notícia e fazer dela uma fonte de prazer e não de desconforto para você amigo que me prestigia, mas peço-lhe desculpas... Somos os culpados sim.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

SOCIALIZAÇÃO ATRAVÉS DO XADREZ!

O EDUCAR PARA CRESCER conversou o melhor enxadrista de todos os tempos, o russo Garry Kasparov. Com apenas 22 anos, ele se tornou Campeão Mundial de Xadrez, após um jogo contra o craque Anatoly Karpov. Hoje Kasparov tem 48 anos, mas essa partida ainda é considerada uma das melhores e mais emocionantes de todos os tempos.

Em recente visita ao Brasil, Kasparov participou de um desafio de xadrez com 20 alunos do colégio Albert Sabin (SP), onde falou sobre a Fundação de Xadrez Kasparov, fundada por ele, que tem como objetivo instituir o xadrez na grade curricular das escolas de todo o mundo, incluindo o Brasil.

Qual é o objetivo da Fundação de Xadrez Kasparov?





Garry Kasparov: A ideia inicial da Kasparov Chess Foundation era ajudar a incorporar o xadrez na grade curricular das escolas dos Estados Unidos. Lá, já temos mais de 500 escolas incorporadas ao projeto. Mas também realizamos grandes eventos para as crianças participantes e, duas vezes por ano, eu me reúno com os 12 melhores jogadores-mirins para sessões especiais, para ajudá-los a se tornarem profissionais. Enfrentamos algumas dificuldades nos Estados Unidos, porque o sistema de ensino não é o mesmo em todos os Estados, não é centralizado. Tivemos que ir de escola em escola para tentar fazer parcerias.

O segundo passo da Kasparov Chess Foundation foi ir à Europa, para os países que têm um ensino mais centralizado. Em fevereiro, pretendo abrir filiais no Brasil, em São Paulo, e na Argentina, em Buenos Aires. Aqui no Brasil, percebi que o governo já entende a importância do xadrez. Percebi um apoio grande do governo. Considero isso fundamental. Também estamos contando com ajuda de marcas patrocinadoras.




Como pretende incentivar crianças e jovens a participar da Fundação?

Garry Kasparov: Em minha visita, ficou claro para mim que aqui os governantes não têm dúvidas sobre o poder do xadrez no sistema educacional. Fiquei bem impressionado, principalmente em São Paulo. A tentativa de unificar e centralizar a Educação me impressionou e isso facilita as coisas. O governo está prestando muita atenção ao sistema de Educação, que sem dúvida é a chave para o futuro.

O xadrez traz uma série de benefícios, que ajuda em todas as matérias da grade escolar e na socialização das crianças. Vamos trazer anos de conhecimento e experiência que temos já testado nos Estados Unidos. Isso vai ajudar a melhorar a qualidade do sistema educacional. Traremos também treinos
profissionais.


MENSAGEM AOS JOVENS PARA MOTIVÁ-LOS:

Garry
Gasparov: Sempre fico feliz ao ver as crianças jogando xadrez. Devido à minha experiência e carreira no xadrez, fiz um esforço muito grande para promover a prática, pois sei que ter conhecimento em xadrez ajuda em várias áreas da vida. Ajuda a tomar decisões rápidas, disciplina a forma de pensar e melhora o raciocínio lógico. Realmente fico feliz em ver o xadrez se espalhando



A PAULEIRA ENVENENADA DO MELHOR DO ROCK AND ROLL


A estrada empoeirada e cheia de obstáculos sempre será o combustível para o rock and roll agressivo, cheio de humor e sensual do AC/DC. Contestado por muitos adorado por multidões esses camaradas não conseguem trabalhar em um álbum que não se faça sucesso com suas melodias e riffs elétricos, são poucas bandas que conseguem chegar ao topo e firmar-se entre as mais vendidas e amadas durante tanto tempo. Pacto uma p****! É trabalho árduo que faz o sucesso chegar. Sugiro que os preconceituosos verifiquem as suas mentes hipócritas e debulhem o veneno de suas sudoríferas carnes e lavem seu conceito ao som de "Hells Bells". Um brinde a metamorfose ambulante do rock and roll e seus derivados, a estrada é longa e empoeirada!!! Por isso é rock and roll!!!

LUTA ANTICAPITALISTA EM CURSO...


Viva o povo ianque!ImprimirE-mail
ESCRITO POR GILVAN ROCHA
TERÇA, 11 DE OUTUBRO DE 2011

Temos dito que a luta anticapitalista, para ter êxito, é

necessário que se processe nos países centrais, localizados na Europa Ocidental, Japão, Estados Unidos e Canadá.

As revoluções se deram nos países periféricos, como a Rússia, a China, parte da Coréia e Cuba, e esse fato redundou na sua derrota diante da contra-revolução mundial. Esses países tornaram-se estados policiais que se prestaram a ser vitrines da propaganda anti-socialista. Não bastasse esse efeito negativo, a derrota do socialismo em escala mundial produziu o stalinismo cuja grande obra contra-revolucionária foi a de submeter o socialismo científico a um trabalho de descaracterização na medida em que construíram um conjunto de dogmas sob o carimbo do “marxismo-leninismo”.

O fato, repetimos, de o capitalismo ter se preservado nos países centrais explica de forma contundente a hegemonia política que esse sistema ora desfruta, apesar de que, do ponto de vista econômico e financeiro, viva momentos conturbados por sucessivas crises que castigam esses países que compõem a vanguarda desse sistema socioeconômico exaurido.

Vemos hoje, com sobeja alegria, manifestações populares de descontentamento, tanto na Europa como, sobretudo, nos Estados Unidos da América. O povo norte-americano foi completamente esquecido pela velha esquerda de matriz stalinista. Não se encontram nos inflamados discursos do sr. Fidel Castro palavras de apelo à conscientização e organização do povo ianque. As massas trabalhadoras daquele país foram sempre abandonadas à sua própria sorte, prestando-se a imolarem-se como verdadeiros mártires, nas inúmeras guerras levadas a cabo pela ordem capitalista, destacando-se, dentre tantas, a longa e triturante guerra do Vietnã e, mais recentemente, as guerras do Iraque e do Afeganistão, que produziram e produzem um sem número de mortos, mutilados e outros emocionalmente desajustados.

Agora, o povo ianque começa a tomar consciência e levanta acampamentos de protestos, particularmente, no santuário do capitalismo, na Wall Street.

Gilvan Rocha é presidente do CAEP- Centro de Atividades e Estudos Políticos Site do autor: www.gilvanrocha.blogspot.com/

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM TERÇA, 11 DE OUTUBRO DE 2011

Para ajudar o Correio da Cidadania e a construção da mídia independente, você pode contribuir clicando abaixo.

NOVO SECRETÁRIO NA CADEIRA DE ESPORTE E LAZER EM PARNAMIRIM

Na manhã de Terça feira, 11 de Outubro de 2011 assume a secretária de esporte e Lazer o filho do ex-prefeito de Parnamirim o senhor Raimundo Marciano, o então empresário Gustavo Negócio. É uma jogada política astuciosa envolver a família Marciano no desenrolar da gestão Maurício Marques, a secretaria de esporte e lazer está bem servida com a liderança deste jovem empreendedor de nossa cidade. A mudança estratégica beneficiou a futura reeleição de Maurício Marques.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

PARNAMIRIM TERÁ LIDERANÇA DE BAIRRO NA CÂMARA

Nome: Ubiratan Pinheiro da Costa, 40 anos. Natural de Natal, aposta em Maurício Marques como político influente, é pai de três filhos tem por time do coração: ABC F.C. Um jogador, um craque: Romário. Este é "TANTA" como é popularmente chamado pelos amigos e familiares. Sempre envolvido em projetos sociais envolvendo a garotada e a família. Chegou ao cargo de presidente da associação dos moradores de Liberdade e vem tendo um bom desempenho a frente da diretoria que é composta por amigos e familiares. Com sua liderança seu pequeno projeto: "VIDA SIM, DROGAS NÃO!" já atende a cinquenta crianças e jovens e ainda se inclui nesta lista suas famílias. Todo o projeto é voluntário e voltado para a área de desporto, nas atividades de futsal infantil, mirim, adulto e feminino juvenil. Além desse projeto, "TANTA" desenvolve em outras comunidades, através de parceiros, torneios de futebol de campo, e também de futsal. Liberdade tem um legitimo representante a sua altura. Apoiando o prefeito Maurício Marques na sua caminhada rumo a mais quatro anos de gestão "TANTA" sempre almejou uma cadeira na câmara. Na campanha para vereador passada seu insucesso foi o motivador de retomar a luta, desta vez, para ganhar. Envolvendo amigos e familiares sua campanha tem tudo para decolar. O boca a boca é o meio mais barato e certo de pesquisar um candidato, seus feitos e sua honra não se discute. Esperamos uma renovação na câmara com estilo diferenciado e apostamos na competência desses que se intitulam a opção de voto para o eleitor de Parnamirim. Esperamos e torcemos que tudo vá bem.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

ARTICULAÇÃO POLÍTICA RENOVA QUADRO DA PREFEITURA DE PARNAMIRIM

O que dizer dessa jogada de mestre? Mas de qual dos lados? Raimundo aliado de Maurício? A política é mesmo uma caixinha de surpresas. Definitivamente a tendencia da política para os próximos anos é de unidade. Na situação e pronto para encarar uma campanha que lhe proporcionará a continuidade de seus planos e projetos para Parnamirim a mais recente incorporação aos anseios políticos do prefeito Maurício Marques é nada mais nada menos que seu Raimundo, como é bem conhecido de todos os parnamirinenses o ex-prefeito Raimundo Marciano que optou pela continuidade e avanço do progresso de Parnamirim ao contar com a loucura insana de seu ex aliado o então e ainda deputado Gilson Moura. Todos os parnamirinenses aprovaram e creditam esse apoio ao dom de articulação do prefeito Maurício Marques. Uma liderança de força e poder. Parnamirim só tem a ganhar.

O RN CONTINUA DE FORA!!! dinheiro não vem.

Os nordestinos do Rio Grande do Norte estão realmente desprovidos de lideranças políticas capazes de reconhecer a dificuldade que se enfrenta nas épocas de muita chuva e das enchentes, parece que como no passado a seca apenas era sinal de castigo de Deus, agora Deus quer se desculpar e investe em chuvas fortes para desabrigar as pessoas e matar animais indefesos. Vamos falar sério, parece que estamos vivendo outro período de colonialismo português onde somente os "nobres" tinham direito a voto e voz. Eu afirmo que cada potiguar é capaz de administrar essa região, pelo tanto de sofrimento que já passou, ele vive o tempo todinho com a esperança numa mão e a caneta na outra fazendo calculo para a seca não matar a plantação e nem a chuva invadir sua região. O que falta a esses políticos coronéis que já manobram e manipulam todo o nosso estado? Têm toda a sua família infiltrada nas redes complexas da política, servem-se da miséria e da exploração da força de trabalho para crescer e pagar a faculdade de seus filhos...

Esquecem que a vida é feita de altos e baixos. Enquanto a alegria e a felicidade são vistas em uma criança que salta na água de chuva, a verdadeira intenção da ajuda vem camuflada de votos. O voto é uma arma que não devia ser vendida... E se fosse vendida deveria ser muito cara. Algo superior a minha renda em quatro anos de trabalho, meus filhos quatro anos na escola, a minha segurança durante quatro anos, meu plano de saúde por quatro anos. Talvez assim, meu voto tivesse mais consciência na hora de me dirigir as urnas. Tudo o que pedimos é seriedade em seus compromissos com a população, agora imagine você que me lê que o nosso quadro político não teve forças para trazer a refinaria de petróleo para o RN, por muito pouco não perdeu a copa do mundo, agora recente perdemos alguns bilhões para prevenção de enchentes. Imagine que se as dunas inundarem, um dia, camelo vai morrer afogado!!!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

AS FERAS ESTÃO SE MOVIMENTANDO!

Nos bastidores da política de Parnamirim para concorrer à prefeitura em 2012 a "boca miúda" rola muita coisa que até Deus desconfia, a boataria está forte, todos falam muito e quase nada se vê. O que é certo é que as feras que pretendem alçar vôos mais audaciosos já estão em plena campanha. As articulações de Maurício Marques apontam uma nova direção na campanha do próximo ano, arrojado, mais experiente, com uma popularidade crescente, ele caminha tranquilo para uma jornada de vitória. Agnelo Alves virou o ano e a página em Parnamirim, passou o seu tempo meu velho amigo, todos o têm como grande liderança política mesmo que suas "pernas" estejam de outra forma atadas. Atadas aos comentários sórdidos de seus supostos aliados. A quem diga que Parnamirim deva ser governado por gente de Parnamirim. O Deputado Gilson Moura perambula pelas ruas de Parnamirim como quem sobrevoa uma carniça... Ele esquece que a população de Parnamirim está calejada de aproveitadores e suas falsas promessas. Os candidatos de esquerda e de outras frentes coadunam esperanças em um horizonte utópico que poderia muito bem ser o vislumbrar de uma chapa quente em nossa cidade mas, ainda não se afinaram e carregam apenas a experiência do discurso. Apostar em uma prata da casa que já consolida sua gestão com obras que já transformam e outras que transformarão nossa cidade e manterão o nível de qualidade no atendimento do serviço público satisfatório é a alternativa saudável do povo de Parnamirim para a estreita porta que se visualiza em 2012. Aos combatentes sorte.

domingo, 25 de setembro de 2011

MINHA CASA 2 - a saga continua

Parnamirim vai aderir ao Minha Casa 2

Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011, às 11h 20

O prefeito Maurício Marques assina na próxima segunda-feira, 26, às 10 horas, no Centro Administrativo, o termo de adesão do Programa Minha Casa Minha Vida 2. Na primeira etapa foram 3.728 unidades, distribuídas em oito empreendimentos. No período de 26/09 a 07/10 a Secretaria de Habitação também iniciará a montagem de dossiês das famílias sorteadas para os empreendimentos Vida Nova e Pacífico.

Ana Michele Cabral, secretária de Habitação, explica que o termo de adesão ao Minha Casa Minha Vida II demonstra mais uma vez o compromisso do prefeito Maurício Marques com a população de Parnamirim. “A partir da assinatura será possível articular junto à Caixa e às construtoras novos empreendimentos no município”, disse.

Atualmente a Secretaria de Habitação conta com um cadastro de interesse de quase 5 mil pessoas que se inscreveram para novos possíveis empreendimentos. No mês de julho foram sorteados os beneficiados para o Vida Nova com 464 unidades e o Ilhas do Pacífico com 432 unidades. E a partir de segunda-feira essas famílias terão que comparecer à rua Cabo Serafim Nunes Neto, 193, no bairro de Santos Reis para entrevistas.

Todos os beneficiados devem comparecer à sede da Secretaria, de segunda à sexta, das 8 às 16 horas, munidos de documentos pessoais como cédula de identidade, cadastro de pessoa física (CPF), atestado de residência e certidão de casamento ou nascimento.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 3645-5166.


Artesãos de Parnamirim estarão na Festa do Boi

Artesãos de Parnamirim estarão na Festa do Boi

Quarta-feira, 21 de Setembro de 2011, às 10h 30

Cinquenta artesãos de Parnamirim e cinco grupos entre cooperativas, clube de mães e associações vão participar de mais uma edição da Festa do Boi, a ser realizada de 8 a 16 de outubro, no Parque de Exposições Aristófanes Fernandes.


A Secretaria Municipal de Assistência Social foi a responsável pela seleção dos artesãos e a Prefeitura vai se encarregar de oferecer toda a estrutura necessária para a exposição de peças dos artesãos. Serão cerca de 15 estandes, número maior que o apresentado no ano passado. Estarão expostos produtos feitos de fuxico, pintura em tecido, macramê, biscuit, bordado e trabalhos indianos.


GREGO LUTA NA CONSTRUÇÃO DO FUTURO!




O Povo da Grécia luta pela construção do futuro

ImprimirPDF
imagemCrédito: ODiario.info

Miguel Urbano Rodrigues

Os governos do capital de Washington a Berlim, alarmados com a crise pantanosa em que estão atolados, apresentam da Grécia a imagem de uma sucursal do inferno. Mas pelo mundo afora milhões de oprimidos acompanham com admiração e respeito o combate dos trabalhadores revolucionários do país que foi berço de uma civilização que marcou indelevelmente o rumo da humanidade.

O agravamento da crise nos países do Sul da zona euro intensificou o debate ideológico na Europa.

Os governantes, os banqueiros, os dirigentes das transnacionais e os media ditos de referência repetem monocordicamente que não há alternativa para o capitalismo. Mas é indisfarçável o seu mal-estar perante o avolumar da contestação ao sistema.

Os responsáveis pela recessão e pelo desemprego de dezenas de milhões de trabalhadores constatam que as guerras de agressão imperiais e o saque dos recursos naturais dos povos do Terceiro Mundo não trazem solução à crise estrutural do capitalismo.

Enquanto prosseguem politicas impostas pelo capital que descarregam o custo da crise sobre as suas vítimas, desenvolvem um grande esforço para evitar que os protestos contra o sistema de opressão atinjam um nível que ameace a sua continuidade. Nesse contexto, as campanhas para promover a alienação das massas são especialmente perversas. O objectivo é impedir que os trabalhadores tomem consciência do funcionamento da engrenagem da falsa democracia representativa (que na realidade é uma ditadura de classe) e se mobilizem para um combate permanente e frontal contra o sistema.

A tese bolorenta segundo a qual através de lentas reformas aprovadas pelos Parlamentos o capitalismo pode evoluir, humanizando-se, é retomada em toda a Europa pelas classes dominantes. Os governantes repetem que a via eleitoral, a única democrática, aponta o rumo certo para que as reivindicações dos oprimidos se concretizem numa atmosfera de paz social. Tudo se resolveria afinal num diálogo sereno entre o capital e o trabalho, entre os chamados parceiros sociais e o patronato.

Um discurso complementar desse é o dos intelectuais que, afirmando ser anti-imperialistas e anti-neoliberais, proclamam que a saída da crise depende da acção dos movimentos sociais. Mas excluem todas as formas de violência na luta que deveria visar reformas graduais.

A criminalização do socialismo e dos partidos operários marxistas-leninistas é uma constante na teorização desses senhores. Nessas campanhas desempenham um papel fundamental os social-democratas.

Não é de estranhar que as forças da direita e os partidos social-democratas tenham recebido com mal disfarçada simpatia a formação do chamado Partido da Esquerda Europeia ao qual aderiram muitos partidos comunistas do velho Continente (o grego e o português foram excepções). Tão benévola atitude é compreensível porque essas organizações se opõem à radicalização da luta de massas, defendendo elas também estratégias reformistas que na prática anestesiam a combatividade dos trabalhadores, neutralizando-os como força de choque.

LIÇÕES DA HISTÓRIA

A comunicação apresentada no Rio pelo representante do Partido Comunista da Grécia, no Seminário promovido pelo Partido Comunista Brasileiro para comemorar o 140º aniversário da Comuna de Paris (v.odiario.info, 18.09.11), é um documento importante que contribui para a clarificação do debate ideológico inseparável de grandes lutas contemporâneas.

É oportuno lembrar que a burguesia francesa não hesitou em se aliar em l871 ao exército prussiano após a derrota da França, para massacrar na Paris revolucionaria os comunards comunistas.

Essa aliança contra natura, rica em ensinamentos para quantos lutam hoje contra o capitalismo, confirmou então uma realidade enunciada por Marx: o capital não tem pátria.

O comunista grego alertou para uma evidência: o Estado burguês não pode ser utilizado contra os interesses da classe dominante. Por outras palavras, as instituições criadas pela burguesia para lhe servir os objectivos não podem funcionar como trampolim para o socialismo.

Na América Latina, em regimes presidencialistas tem sido possível eleger presidentes com programas anti-neoliberais com pendores socializantes. Mas o resultado desses processos não permite optimismo. No Chile «a via pacifica para o socialismo» terminou num golpe sanguinário. No Brasil, na Argentina e no Uruguai, Lula, os Kirchner e Tabaré Vasquez arquivaram compromissos assumidos com o povo e levaram adiante políticas que favoreceram o grande capital, aprovadas pelo imperialismo. E na Venezuela, na Bolívia e no Equador, o desfecho das corajosas opções de Hugo Chavez, Evo Morales e Rafael Correa suscita interrogações sem resposta.

Na União Europeia é ilusória a ideia de que possa instalar-se no poder qualquer governo empenhado em aplicar um programa de esquerda ambicioso. A «democracia parlamentar» é, na prática, uma ditadura da burguesia de fachada democrática.

UM LUAR DE ESPERANÇA

O Partido Comunista da Grécia presta um serviço aos trabalhadores de todo o mundo ao sublinhar que o Estado burguês tem de ser totalmente destruído. Reformas cosméticas não alteram a sua essência de instrumento de opressão dos explorados.

As lutas dos trabalhadores por reivindicações em múltiplas frentes são não apenas necessárias como indispensáveis. Vitórias sectoriais abalam o poder da burguesia e fortalecem a combatividade das massas, mas essas vitórias são ineficazes se não se inserirem numa estratégia de ruptura com o sistema. No âmbito de uma ruptura com a política de um governo, mas dentro do sistema, são por este neutralizadas.

O mesmo se pode dizer da acção dos Movimentos Sociais. O papel desempenhado por muitos deles foi útil, contribuiu para o desmascaramento e desprestígio do neoliberalismo. Mas o imperialismo logo se apercebeu de que o carácter espontandeista da contestação ao sistema não configurava uma ameaça real. Algumas ONGs são instrumentos da CIA; uma percentagem ponderável é dirigida por social-democratas anti-comunistas.A evolução do próprio Fórum Social Mundial -alias rapidamente infiltrado por políticos a serviço do capital (até Mário Soares!) - demonstrou precisamente isso. Em breve, controlado por social-democratas, passou a defender a impossível humanização do capitalismo.

A mensagem transmitida ao mundo pelo Partido Comunista da Grécia no Rio de Janeiro vale por um convite à reflexão sobre o papel decisivo e insubstituível do partido revolucionário marxista-leninista nas grandes lutas sociais do nosso tempo.

O seu representante nos lembrou que na Grécia houve mais de 20 greves gerais desde 2010 e muitas sectoriais. A mobilização maciça dos trabalhadores foi possível devido ao elevado nível da consciência de classe e de consciência política de uma parcela importantíssima do povo grego. Uma frente muito ampla de organizações e forças progressistas - o PAME – uniu partidos, sindicatos, federações e comités de orientação classista em torno de objectivos consensuais.

A luta permanente das massas travada em condições dificílimas sob uma repressão violenta não visou uma ruptura imediata orientada para a tomada do poder a curto prazo.

O Partido Comunista- o KKE – sabe que tal meta é inatingível na actual conjuntura. A reafirmação da exigência da destruição do Estado burguês não significa que esse objectivo tenha data no calendário.

Numa atmosfera de tensão diária, de denúncia da política de vassalagem perante as imposições da União Europeia e do imperialismo estadounidense, o KKE, sem medo das palavras, defende há anos um programa revolucionário. Sustenta com firmeza que a socialização dos meios de produção básicos é na Grécia uma exigência da Historia, assim como a da banca e a das telecomunicações e transportes. Exige a gratuidade total da saúde, da educação e da previdência. E, agora, defende a saída da União Europeia, da NATO e do euro.

Reivindicações essas inaceitáveis para o Estado burguês. Mas justas, traduzindo aspirações profundas de um povo que não esquece a repressão selvagem do exercito britânico, em 1945,quando, no final da guerra, expulsos o nazis alemães, os trabalhadores estavam prestes a conquistar o poder para construir uma sociedade progressista e livre.

Foi essa tenacidade e lucidez na luta do KKE que viabilizou o surgimento do PAME, como organização frentista de perfil revolucionário.

Enquanto de Washington a Berlim os governos do capital, alarmados com a crise pantanosa em que estão atolados, apresentam da Grécia a imagem de uma sucursal do inferno, mundo afora milhões de oprimidos acompanham com admiração e respeito o combate dos trabalhadores revolucionários do pais que foi berço de uma civilização que marcou indelevelmente o rumo da humanidade.

A arrogância e o poder do imperialismo desencorajam hoje, é um facto, milhões de pessoas. Mas a maioria das grandes revoluções antigas e contemporâneas irrompeu contra a lógica aparente da História. Os povos, quando destruíram uma ordem social que para eles se havia tornado não somente ilegítima como insuportável, nem sempre pensaram no futuro imediato.

Acumulada, a opressão, ao ultrapassar determinado limite, gera nas vítimas uma quase indiferença perante a morte. E chega um momento em que o desespero, ao generalizar-se, em efeito epidémico, disponibiliza as massas para lutas que conduzem a rupturas revolucionárias. Isso aconteceu com o Revolução Francesa de 1789,com as Revoluções Russas de Fevereiro e Outubro de 1917, e na segunda metade do século passado no Vietnam, em Cuba, na Argélia.

Em Portugal era imprevisível que o golpe militar do 25 de Abril fosse o prólogo de uma revolução que iria abalar o Mundo, a mais profunda na Europa Ocidental pelas suas conquistas desde a Comuna de Paris.

Manter a esperança firme não é uma atitude romântica; é um dever comunista. O representante do KKE admitiu no Brasil que «o século XXI será marcado por uma nova onda de revoluções socialistas.»

Faço minha a sua convicção.

Vila Nova de Gaia, 20 de Setembro de 2011

http://www.odiario.info/?p=2214


FONTE:

http://pcb.org.br

ESQUERDA EM CRISE - EUROPA


23/09/2011 - 17h51

Esquerda europeia enfrenta crise

PUBLICIDADE

NEWTON CARLOS
ESPECIAL PARA A FOLHA

As atenções se voltam para a Suécia com a social-democracia de novo no poder na Dinamarca. As dificuldades do centro-direitismo alemão, às voltas com lenta recuperação econômica e complicações na zona do euro, ainda não alteram de modo significativo o quadro de baixas das esquerdas na Europa. O que acontece na Dinamarca pode começar a alterá-lo, em meio a fortes constrangimentos. Em 2010 o partido Social-Democrata da Suécia, ao lado, perdeu duas eleições consecutivas, depois de governar durante 65 dos últimos 78 anos.

Os votos conseguidos ficaram abaixo dos de 2006, o pior resultado desde 1920. Dinamarca e Suécia são exemplos em matéria de estados de bem-estar social, que reduziram a quase nada a pobreza na Europa, sem sacrifício das instituições democráticas. Um jornal sueco, o "Expressen", disse que com a derrota da social-democracia "caiu o estandarte da tolerância" e a democracia na Suécia ficou "refém de forças obscuras", beneficiárias do fantasma da xenofobia. Na Suécia 14% da população nasceu fora do país e outros 6% tem pais estrangeiros.

Analistas falam, no entanto, que o fator dominante na baixa das esquerdas na Europa é a incapacidade dos políticos europeus em lidar com uma nova classe média, menos disposta a sustentar os "mais do que generosos" estados de bem-estar social. Não se trata de algo acontecido da noite para o dia. O "declínio do admirado modelo sueco", de uma das sociedades mais civilizadas, liberais e inovadoras do mundo, aconteceu ao largo da última década.

A social-democracia foi golpeada tanto na Suécia como na Alemanha, França e Holanda. No momento, na União Europeia, só a Espanha, Grécia, Eslovênia e Chipre, e agora de novo a Dinamarca, têm partidos de esquerda no poder, solitários ou em coligações com parceiros, 27 ao todo. Há 10 anos, dos 15 países que na época compunham a União Europeia, 11 tinham governos social-democratas. O "declínio" continua vigente, em meio a expectativas pelo que possa acontecer na Suécia.

O centro-direita acaba de ganhar em Portugal e o centro-esquerda está em perigo na Espanha e Grécia. O caso alemão ainda se encontra longe de consolidar-se como um ponto de meia-volta. O centro-direita continua no poder na Alemanha e ainda falta ser testada a afirmação do PSD da Suécia de que irá na onda do PSD da Dinamarca, querendo até instituir o "Dia do Muçulmano" como indicação de que tampouco tem medo do "fantasma da xenofobia".


fonte:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/980069-esquerda-europeia-enfrenta-crise.shtml