quinta-feira, 11 de maio de 2017

DEUS ESTÁ PRESO 2

       O grande episódio da semana está sendo o depoimento de um senhor conhecido por sua garra pessoal, seu amor pela vida, seu altruísmo, e eternamente reconhecido como um verdadeiro guerreiro, operário, depois, sindicalista o melhor deles, germe do trabalho político de base, o senhor Luís Inácio Brasileiro Lula da Silva. Este texto tem a intenção de escancarar o quanto a maior parte do nosso povo se encontra, se enxerga, se espelha, com a personagem Lula em cada episódio de vida sofrido por cada um ao longo da existência.
       É claro que o período eleitoral está distante e que as especulações estão em embrião, mas existe algo  que supera toda e qualquer opinião mal intencionada que se chama compaixão. Percebo em meu ser os conceitos da TL que por um bom tempo me conduziram a forma de pensar. O olhar daquele povo sofrido, sua redenção está no manejo dos bichos, na plantação, nos encontros do trabalho de base. A redenção de um povo não por um messias, apenasmente, mas pela garra de sub-existirmos e de nos mantermos sempre alertas aos discursos de poder e de dominação.
       É neste contexto de credibilidade ferida e de incertezas que brotam feito ervas daninhas que ergue-se o gladiador demito, quase um deus,
     

terça-feira, 9 de maio de 2017

DEUS PODE SER PRESO

       Era uma vez uma tribo muito aguerrida que morava no planeta chamado utopia e perambulavam sempre dispostos e incansáveis pelas estradas e bosques e cidades confrontando todo tipo de dominação que causasse constrangimento aos seus parias. Esta  tribo empunhava sempre uma flâmula vermelha que se destacava na multidão de flâmulas espalhadas pelo planeta.  De todas as tribos que existiam no planeta utopia, esta destacava-se por seu comprometimento com a história, com a realidade e com o desenvolvimento social. Seu líder, popular, refletia em todos os níveis sociais a essência de seus comandados. A grande lição sempre foi: "Um espírito livre reconhece sua liberdade e a venera sempre que necessário, entretanto, descobre suas limitações em tempo para socorrer a fragilidade de suas pulsões". Desde que resolveram espalhar a boa nova pelo resto do planeta perceberam a hostilidade de alguns grupos adversários, mas sobejaram na receptividade dos companheiros e simpatizantes e também dos críticos, passiveis ou não, com a maestria dos verdadeiros nobres. Uma efervescência mistica. Ao longo dos tempos a grande tribo alcançou o status de soberana e suas lutas por igualdade foram tomando a cara dos discursos falaciosos. Seu lider prestes a ser preso, por causa de denuncias infundadas, sofria, em agonia, mas relutante e encorajado por seus súditos fieis, reclamou seu trono, simbolicamente falando, e o obteve legitimamente. Os membros da grande tribo regozijaram, felizes, por enquanto as vacas continuaram a servir o leite acompanhado de chocolate amargo.