sábado, 22 de outubro de 2016

SANTO CERVEJEIRO

O grande ícone da teologia cristã é endeusado como sendo um santo dos cervejeiros. https://vergilio.wordpress.com/2012/03/10/santo-agostinho-padroeiro-dos-cervejeiros/
Filosofo, teólogo e escritor. Deve ter fundado um monastério.
Um local muito bem representado nos filmes de época. http://listasde10.blogspot.com.br/2010/03/10-filmes-em-conventos-e-mosteiros.html
A punheta deveria ser o rito diário.

todo Preço é justo

Todo preço é justo. Grita o capital. Explore um justo e terás seu paraíso local. A deusa capitalista angustia seu poder.

Não há segredos.  












Sol solto



  • Um ponto de luz visto de muito longe...veja, eu disse 
  • Você me esnoba sempre. Eu vou e volto. 
  • Nem sempre seremos... Mas sempre 
  • Teremos uma Roma sendo a cidade de Deus.
  • 28 de Agosto ou 15 de Junho 

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

AMANTES PROIBIDOS

Amar é um verbo ou um sentimento proibido?
Amar é um cadeado ou um par de asas?
quem me oferece uma solução?
A cor de sua pele ou a nota de cem?
o inferno justo é o nosso apogeu.


domingo, 2 de outubro de 2016

SANITÁRIO ELEITORAL


Fui votei voltei sem prejuizo moral sem decadência.
Eleições municipais sempre despertam a comunidade. O novo administrador da cidade. É preciso ter culhões fortes.  

sábado, 1 de outubro de 2016

REVOLUÇÃO CUBANA SEM RESTRIÇÕES AO CAPITALISMO






  • ESTÁ NA HORA. REPITAM COMIGO: O PODER ESTÁ COM O POVO.
  • TOMAR UMA COCA COLA POR VEZ
  • PROPOR UM DOCE SAUDÁVEL
  • NUNCA SERÁ UNÂNIME
  • MAS PODE SER TESTADO.

MEU VOTO EU VENDO


  • QUEM ME PEDE UM VOTO EU DEVOLVO UM VALOR SINCERO
  • ME JUSTIFIQUE O SEU VOTO HIPER VALORIZADO NO CONGRESSO QUE EU DESCONSIDERO MEU NEGÓCIO.
  • MEU VOTO TEM PREÇO SIM. DESMISTIFICO OS HOSPITAIS, AS ESCOLAS E A SEGURANÇA PRECÁRIA. SE COM A CORRUPÇÃO EM ALTA, NADA É RESOLVIDO, IMAGINE SEM ELA, COMO VAMOS NEGOCIAR?
  • QUEM ME PEDE UM VOTO EU DEVOLVO MEU PREÇO.
  • NÃO SOU UM CRIMINOSO. NEM TÃO POUCO O OUTRO O É. SOMOS A NOSSA CULTURA SEM MÁSCARAS. SOMOS OS BONS PALHAÇOS ASSALTANDO A PIPOCA DO SEU FILHINHO. UMA INSIGNIFICANTE PIPOCA.
  • NÃO FAÇO APOLOGIA DO MEU NEGÓCIO. MAS VEJO SEU CARGO PÚBLICO COM Q.I. POLÍTICO.
  • ENTÃO VAMOS SER QUEM SOMOS. QUEM SOMOS? 

NOSSOS DEMÔNIOS DE CADA DIA NOS PERDOAI A FORÇA.


  • A SORTE SORRIU PRA MIM. ME PEDIU UM REAL E DESPIU-SE EM MISTÉRIO E DANÇOU PELA SIMPATIA HIPÓCRITA DE SUA FÉ.
  • AS SERPENTES DOS MEUS VÍCIOS, ADORMECIDAS,  ACORRENTADAS NO FUNDO DE MEU ESPÍRITO SEMPRE SERPENTEIAM TUDO.  
  • NÃO CONSIGO SER UM SÓ COM CADA QUAL O TEMPO TODO. O TEMPO TODO EU QUERO SER UM SÓ. SER UM SÓ É IMPOSSÍVEL. 

sexta-feira, 20 de maio de 2016

SAÍDA DO CAOS

Os cientistas do mundo todo e os filósofos tentam desvendar os mistérios do mundo. 
A religião se limita à fábulas encantadas. o senso comum é rico em crendices e superstições.
Os meros mortais vão se aglutinando as propostas que bem os prouver.
desconfiado de tudo e de todos os conceitos e pré conceitos existentes vamos conversar sobre o que temos.
Vejamos: Thales de Mileto (Sec. VI ac) disse ser a água o elemento gerador da vida. Realmente essa foi uma grande sacada. 
Mas depois se percebeu que existem outros elementos que impulsionam a vida. A sacada aqui é ver que para explicar fenômenos naturais passou-se a creditar pontos nas explicações também naturais. 
Sócrates (470-347 ac), Platão (427-347ac) com seus ensinamentos fizeram com que despertasse o interesse pela natureza do homem. A visão neste período era mais puxada pro lado da ética e da moral; as crendices permeavam o inconsciente humano.
---    

terça-feira, 17 de maio de 2016

UM ENGENHEIRO CIVIL E EMPRESÁRIO NA PASTA DA SAÚDE NO GOVERNO GOLPISTA


Eu garanto que não há nada de excepcional ou extraordinário na carreira pública do senhor Ricardo Barros, Deputado federal pelo estado do Paraná, indicado ao ministério da saúde, salvo sua competência  em articular e angariar dinheiro para "seu Estado" de origem. Casado com Cida Borghetti, também empresária, com quem tem  uma filha, Maria Victoria Borghetti Barros.
Ricardo Barros vem de família política e seu currículo é apenas um obvio testamento da latrina política instituída no país.
  • Filho do ex-Prefeito de Maringá-PR, Silvio Magalhães Barros e irmão do também ex-prefeito Silvio Barros.
  • Possui 4 mandatos como Deputado Federal.
  • vice-presidente nacional do PP e Presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Desenvolvimento Econômico.
  • Atualmente é Secretário de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul do Paraná.
  • Foi coordenador nacional na campanha das eleições para prefeito do PP em 2012.
  • Recentemente nomeado a Ministro da Saúde pelo Presidente em exercício o senhor Michel Temer.
  • A esposa, Cida Borghetti, é atual vice-governadora do Estado do Paraná no governo do senhor Beto Richa.
  • A filha, Maria Victoria Borghetti Barros, 24 aninhos, é atual Deputada Estadual. 
Acontece que existem denuncias que remetem ao ilustre Deputado licenciado:
  • Em 2011, licenciado do mandato de Deputado Federal para assumir o cargo de Secretário da Industria e Comércio do Estado do Paraná, sendo denunciado por irregularidades na condução do cargo, pediu licença e saiu do Governo. 
  • O Ministério Público tem em suas mãos gravações que sugerem tráfico de influência entre empresas que participavam de uma licitação.
  • Pouco tempo depois de divulgadas as gravações, o ilustre Ministro, abandona o cargo.
O que podemos enxergar neste breve quadro do histórico do senhor Ministro da Saúde, Ricardo Barros, é, somente, que continuamos na mesma estrada de antes. O que é curioso e não menos perceptível, é o legado político dessa família.




















terça-feira, 22 de março de 2016

KIT DENGUE - PICADEIRO ARMADO

É PRECISO MUITA CARA DE PAU. Os parlamentares da câmara de vereadores da não menos conhecida cidade trampolim da vitória, a digníssima Parnamirim no Estado do Rio Grande do  Norte, representados pelo senhor vereador, exercendo seu terceiro mandato, o senhor Antônio Batista, um jurássico parlamentar, líder do desastroso governo do senhor Maurício Marques, conseguem, numa proeza espetacular aliados com o executivo e a secretária de Educação Vandilma, desvendar o antidoto contra o inimigo natural número um atualmente no País. O mosquito da Dengue. Com a afirmação em seu discurso de que uma camisa, parte de um kit pertencente a uma descabida campanha de prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypit, teria o poder de eliminar o mesmo, tornou-se chacota nacional e  e assim entrou para o rol dos discursos oportunistas e politiqueiros do nobre parlamentar em questão, vejam bem o que eu quero dizer, este ilustre parlamentar é um puxa-saco do governo, diga-se de qualquer governo que o favoreça, e não possui um serviço social de relevância na cidade. Sua estratégia manjada é a divulgação de um escândalo meses antes do pleito eleitoral no objetivo de sua reeleição, seja por qual motivo for. O que diante de uma sociedade desatenta e refém de sua própria desinformação, o facilita na divulgação de seu nome  na mídia e entre os populares de maneira tal que a desgraça o favoreça nas eleições.  Sempre foi esta a arma que o cientista, quer dizer, o vereador utiliza. Julguem vocês.     

uma cruzada de direita - O CRIME

























O que realmente está por trás dos acontecimentos que norteiam o universo político como uma avalanche e vem aterrorizando nossa gente e o resto do mundo? Pode ser simplista demais encontrar uma resposta para esta indagação, entretanto não podemos deixar escapar nenhuma possibilidade.
O JOGO DO PODER, seja uma mera partida de futebol seja um complexo tabuleiro de xadrez, deve nos alertar sobre nuances peculiares envolvendo todos os seguimentos de nossa impressionante sociedade (hipócrita). 
Os possíveis favorecidos nesta luta encontram-se em desvantagem. O povo. Acoados e indefesos vão sendo comprimidos pelos instrumentos de manipulação, a mídia e seus afluentes.
Então não temos em quem confiar. O que pode ser uma saída também tende a ser uma emboscada para manter o peão submisso, desarticulado. 
A banalização dos movimentos de rua, sua voz, seus apelos  pacíficos, sucumbem,  desastrosos diante a tanta indiferença.
Uma pergunta evolui no abismo de variáveis: Resistirá a democracia a todo este carnaval? Até que ponto outros grupos não menos gananciosos estão a espreita deste espetáculo e de seu banquete? Quanto tempo teremos até que forças externas metam seus messias pacificadores entre nossos bacanais?
O poder é mesmo um sério candidato ao óscar. 




O DEUS

 O Deus que todos deviam admitir como único e soberano. O Deus que a tudo vê. O Deus que pulveriza a intolerância. O Deus que é reverenciado e adorado. O Deus que permite seus desejos mais bizarros. Eu garanto que de todos os adjetivos pensados neste texto você consegue fazer uma ponte com os deuses religiosos existentes. Mas o objetivo aqui não é fazer proselitismo sociológico. Diante de um mundo aonde o ser humano tem pouca importância pelo seu poder aquisitivo financeiro, e maior influência se do contrário, a expectativa religiosa do bom senso seria que o Deus de suas comunidades sofresse de um bem gerador de libertação aos que o buscam. Seria mesmo. Mas isso não é verdade. Todos os agentes estão comprometidos com o colapso ético e constitucional da hipocrisia. Sim, esta mesma que insurge mascarada de bons costumes e bons modos. O engodo do século. Da mesma justificativa de ser necessário a invenção do dinheiro foi também necessário a invenção de Deus. Desta forma concluímos, sem a simplicidade do pensamento fútil, que ambos estão intrinsecamente ligados. Veja que, sem dinheiro neste mundo, você e qualquer um consegue ter uma vida com toda sorte de indiferenças. Você se torna o marginal social. O louco. Por isso as escolas foram criadas e posteriormente transformadas em laboratórios de experiência do semi deus da trindade, o mercado financeiro. O mediador do destino. O instrumento evolutivo da conspiração surreal que desestabiliza o universo político, este, o terceiro e significativo pilar da trindade. O universo político coopera com seus tentáculos corruptíveis sempre a melhor maneira de mascaradamente disseminar a filosofia do consumismo como salvação. O remédio para o afrontamento desde câncer social poderia ser a educação.  Desde que seus interesses fossem o desvendar de todas estas mentiras. E um novo e corajoso apontamento para a liberdade, de fato, do próprio ser humano. Sem deuses nem religiões, dinheiro, mercado financeiro e seus tentáculos inescrupulosos.

Neo Show Dvd Plebe Rude Rachando o concreto Ao Vivo em Brasilia

Pitty - Na Sua Estante

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

DE QUE LADO SE SERVEM OS INÚTEIS ILUSTRES?

Por onde andemos, nós, os insignificantes plebeus, sempre seremos pisoteados pelas sandálias da humildade e o cínico discurso do bem. Eu garanto que alguém já deve ter pensado sobre isto. Sobre a perversidade dos humildes hipócritas que se apropriam do pensamento do povo durante séculos, e deles, por eles e só para eles os acordos e as benesses destes lhes é atribuída. Me refiro aos que se auto intitulam chamar-se líderes, quer sejam religiosos, políticos, sociais, na verdade um bando de gente interesseira e manipuladora que sempre come, bebe e vive do bom o do melhor as custas do sangue e do suor dos demais, segundo eles, por eles mesmos representados. Temos, entre tantos exploradores da ingenuidade das pessoas, dois grupos de humildes hipócritas que eventualmente manipulam o mundo com seus tratados escrotos e absolutos em ganancia e poder, os chamados católicos e os Israelitas palestinos, que se destacam neste belo início de calendário em 2016. Disfarçados de suas boas intenções e de boas obras, como promover a paz entre Israelitas Judeus e Israelitas palestinos, surgem estes dois grupos na mídia internacional com horrendas PROPOSTAS DE ACORDO DE PAZ. Estes dois grupos em especial, posam de um status quo irracional e intolerante, divulgam suas vontades e ambições ao mundo na forma e estilo de uma vontade, segundo eles, soberana e sagrada, a vontade de seus deuses. E com este discurso meia boca, encorajam-se em seus devaneios e delírios. O que é quase impossível de vencer. O que denuncio neste espaço é minha indignação com estes grupos, todos os grupos, é a sua estrutura de poder e de manipulação. Sempre somos surpreendidos por suas astúcias e manobras. Seus verdadeiros interesses não são expostos como verdade dos fatos que noticiam e ou querem fazer uns e outros crerem. O ápice da infelicidade humana reside nos corredores e salas obscuras ao conteúdo desta manobra. Somente o belo e bom instinto humano e a observação histórica seriam capazes de desmascarar tais grupos. Entretanto isto não é o suficiente. Os "santos e sagrados" senhores e donos da vontade humana e "divina",  segundo os próprios, se enfrentam há séculos, e o que se observa é a sua voracidade  e avidez pelo poder e pela dominação territorial.
É como se sempre houvesse uma cortina que os proteja, um juiz que os anistie, um deus que os defenda, em suma, muitos desconfiam destes aproveitadores mas, como que por mágica ou feitiçaria, nada podem fazer (seria medo?). E quem puxar melhor e com mais força o seu lado da corda, a estes, sempre serão os aclamados e ganhadores.
   

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

TEMPO PRECIOSO

Sabe, eu garanto que nem percebemos o tempo passar, mesmo que fiquemos olhando as nuvens lá no alto ou mesmo que fiquemos buscando entre as estrelas, em uma noite fria, um precioso olhar, este gentil intrometido, vem conseguindo com seus tentáculos, nos abraçar. Mas como poderemos desfazer este abraço? Como enxertar em seu caule uma outra seiva, capaz de resgatar sua essência ou simplesmente transformar? Nem que eu passasse a creditar aos meus poucos neurônios, os que conseguem funcionar, o esforço de assistir todos os filmes de "Máquinas do Tempo" ou me bitolasse com contos de fada extraídos de livros históricos. Mesmo assim, eu garanto que seria quase impossível. Quem sabe eu tente, um dia, quem sabe. O que é mesmo inusitado de pensar é neste imenso complexo de teorias variáveis e contraditórias, como sendo fácil decifrar seus códigos, suas performances, seus sotaques, todos os meios sombrios e secretos de seu pleno existir. Um absurdo. Talvez quando nos prendermos a uma arte, pela história de seus artistas famosos ou menos sociais, seus monumentos, talvez, tenhamos um pouco do que o tempo nos negou, só que, ainda estaríamos no presente, e este tempo no presente é visto como pouco, lento e eterno, aos que nele estão. Nem os sonhos conseguem mapeá-lo. Um avião que cai. E num piscar de olhos, foi só um sonho. O dia de ontem. E num simples abrir de olhos, nada há. Então, quem se beneficiou com a histeria a que esta regra se impôs? O que podemos desconfiar, mesmo de dentro de cada casulo particular, sem dúvida, é que deve existir um projeto de controle científico com o objetivo de se apropriar do seu poder. E este, sim, tem sido o alvo de muitos pensadores e cineastas. Bem, mesmo que o holocausto da história seja um pontinho imaginário no horizonte do universo, nos resta apodrecer enquanto respiramos, comemos e dormimos. E assim vamos nos desnudando das penugens primitivas, fingindo acreditar em alguma coisa, mesmo sabendo que os pés ainda pisam no mesmo lugar, e de qualquer forma, precisamos aproveitar. Ou nada disso valeria a pena. Não é, para isto, preciso render-se aos primeiros tentáculos sem uma devida inquietação, A inquietação nem deveria ser a bola da vez, o mapa do seguro social só carece de compreensão e desapego.