terça-feira, 2 de janeiro de 2018

A RAINHA DOS INSANOS - A INSÔNIA

Acordamos de madrugada e perdemos o sono sempre.
Passamos o dia acordados e quando a noite chega um pânico nos assola a consciência e nos perdemos juntos
com a madrugada.
O frio da madrugada vem chegando e a garrafa de café acorda me chamando.
Um chaleira com água fervendo clama pelo pó do café.
Meus impulsos falam mais alto e as estrelas lá fora se preparam para embarcar rumo ao outro lado do universo.
Ouço os primeiros silvos dos pássaros.
Em algum lugar alguém acorda para trabalhar.
Em algum lugar alguém pede a ultima dose pois o bar vai fechar.
Doors em Glória.
Você já tentou beber vinho? 
Você já dormiu com a barriga cheia?
Resolveu ler dois capítulos do seu livro esquecido?
As pessoas em algum lugar estão despertando para movimentar o mundo.
A vida se agita e agora eu quero me aquietar.
Alguns gatos procuram as sacadas - outros ainda perambulam sua sorte.
O fio de luz ecoa no horizonte e um motor ronca perto de casa...
A minha vontade é de tomar mais uma xícara de café e fumar outro cigarro.
Espero que a próxima noite eu consiga vencer meus demônios. 

CARTAS INTERNAS 1

Por causa do sanduíche frio minha barriga ficou doendo a noite toda. Estou pensando em comprar mais bebidas nesta madrugada fria e sem almas. converso com você, minha outra esperança, você que sempre duela comigo e me deixa ganhar sabendo que eu sou sempre o perdedor.
perdi a hora hoje. E consequentemente sairei mais tarde. Um parafuso pequeno e preto estava em minha cama e eu não faço a menor ideia de onde esse menino pretinho é. Amanhã tenho algumas coisas para fazer e pelo jeito não vou comprar mais as bebidas. Algo tão necessário. Minha esposa e a minha amante e a minha outra namorada e todas as outras mulheres que eu conheço me pedem para largar a bebida de uma vez, eu acho engraçado, todas elas querem me ver triste. Nenhuma delas se importa coma minha tristeza e a minha felicidade, elas querem se ver livres do mal da sociedade, lembro que uma vez fiz o teste e parei de beber e de fumar e o mais incrível foi que elas não acreditaram em mim e criaram outra coisa para me julgar. 
Eu realmente amo as mulheres, mas elas sufocam a gente sem que a gente não queira matá-las. 

ATEUS - Um Brasil ainda sombrio


Um dos lugares no mundo onde encontramos boa parte de pessoas descrentes em algum conceito sobre a possibilidade de existência de um Deus chama-se a Suécia.
                                            (Será?) 
 Diferente dos holofotes voltados sempre para uma das melhores conjunturas de vida social do Planeta, nossos faróis se voltam para os bairros periféricos, iluminando uma camada da população que conhece o outro lado da Coroa sueca. 






Resultado de imagem para periferia da suécia

Um povo com tacanho índice de corrupção política, caracterizado pela paz, e segundo Phil Zuckerman (Professor de Sociologia Californiano - Pesquisa: Ateísmo: Taxas e Padrões Contemporâneos ), os suecos aprendem nas escolas sobre cada uma das religiões e são livres para escolher ou não uma delas. Entretanto encontramos quem discorde e refute a pesquisa do professor Zuckermam. Um canal do youtube, em uma busca rápida, encontramos o "Guerrova" aonde dados de sites "confiáveis" desmentem a pesquisa anterior do Professor. Todavia, uma espiada de soslaio nos comentários e percebemos que as pessoas próximas de cidadãos suecos confirmam que a Suécia pertence sim ao conjunto dos países não religiosos e mesmo que haja uma incongruência nas informações, isso se dá devido ao fato de por lá, na Suécia, a Igreja ainda estar atrelada ao Estado, sendo natural e tradicional que a maior parte das pessoas sejam batizadas, registradas e socialmente pertençam a alguma matriz religiosa. 

Ainda assim, o próprio professor Zuckermam em uma entrevista sobre o seu livro "Uma sociedade sem Deus", noutro canal do youtube, (o link está na bibliografia) atesta que Pessoas não religiosas ou descrentes não são a maioria e nem a minoria, que essa perspectiva de quantidade é um dado manipulador e perfeitamente refutável. Na sua pesquisa que consta no seu livro pessoas religiosas não desqualificam ou tornam as sociedades melhores ou piores, na epistemologia sociológica as pessoas não religiosas não estão condenadas a impossibilidade de construírem uma sociedade com base moral, ética e relativamente mais justa, ao contrário do que alguns discursos caiados ditam aos quatro cantos do mundo. 

Outra coisa importante a se frisar é que as pessoas estão ligadas à Igreja não por que creem em um Deus, mas sim por causa das obras sociais que são praticadas na Igreja. É o papel social de uma instituição que gera a relevância em sua comunidade.
         Como pensam os "pobres" suecos? São eles também ateus? 
Nossa prosa se dará verificando entre a população sueca periférica o índice de ateísmo para poder fazer uma analogia, ainda que a discrepância seja enorme, com os ateus periféricos Brasileiros.
Imagem relacionada
SÍMBOLO DA IMIGRAÇÃO SUECA NO BRASIL -
AS CORES AMARELO E AZUL FORAM
MARCAS DE SUA NACIONALIDADE.
 Bem, como não tive a chance de visitar a Suécia ainda, fiz uma exaustiva pesquisa pela internet fazendo contatos com youtubers e leituras de alguns blogs e sites e me esforcei ao máximo para ser fiel ao proposto no enunciado e poder concluir este artigo.
Uma abordagem que devemos fazer com significativa atenção está na concepção daquilo que denominaremos como "População pobre" na Suécia. Fica bem claro, ou pelo menos devemos ter isso em mente com clareza sempre que mencionarmos tais palavras, que os critérios para se avaliar o IDH (Índice de Desenvolvimento Humanos) na Suécia é o oposto do Brasileiro. Contudo tentaremos deixar explicado que dados de 2013 apontavam um aumento na população pobre (aumento na desigualdade), mesmo que tenha sido notado melhorias de condições de vida entre estes.
Parece confuso, eu sei, mas é como se apresentam para o mundo os paises nórdicos e suas leis igualitárias.
Há também de ser observados os cidadãos que estão ativamente trabalhando e os que sobrevivem graças aos benefícios sociais.
Mesmo com toda a disparidade social entre os próprios cidadãos e suas leis contra a desigualdade na Suécia, fica bem fácil raciocinar e perceber que os cidadãos brasileiros de bairros periféricos estão a anos-luz de distância de uma aproximação do nível social de um cidadão periférico na Suécia. 


Resultado de imagem para periferia no rio grande sul
Periferia no Rio Grande Sul

Tomemos como exemplo um trabalhador típico entre nós brasileios - o Gari -  que tem em média o seu salário mensal baseado no salário mínimo (R$ 937,00). Na Suécia, baseando-nos no livro de Claudia Wallin e em sua entrevista com um mesmo profissional na área de limpeza - o Gari - recebe em média 34 mil Coroas suecas que é equivalente a 11 mil Reais por mês (2015). 

Conversei com o jovem Elton Souza que morou na Suécia e atualmente está com seus pais em uma cidade do interior de São Paulo. 
Pelo pouco que ele me disse sobre as pessoas que ele conheceu, que moram em periferias, que são nativos, estas pessoas nada se importam com a religião. 
Ainda é pouco para termos uma segurança neste assunto, mas já podemos dizer que com os dados da pesquisa, os comentários, e a voz do jovem Elton começamos a concretizar uma realidade aproximada da verdade.

BIBLIOGRAFIA:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Demografia_do_ate%C3%ADsmo
https://www.google.com.br/search?biw=1242&bih=602&tbm=isch&sa=1&ei=l9pEWq6AIYSHwQSgjbfIDg&q=periferia+da+su%C3%A9cia&oq=periferia+da+su%C3%A9cia&gs_l=psy-ab.3...32368.35253.0.36536.13.13.0.0.0.0.194.1751.0j11.11.0....0...1c.1.64.psy-ab..2.3.525...0i13k1j0i13i30k1.0.JC0l-0dhPn8#imgrc=1Ud4CTBqDD6QGM:
https://www.epochtimes.com.br/pobreza-e-alienacao-por-tras-de-protestos-na-suecia/#.WkTbd9-nHIU
http://neoateismodelirante.blogspot.com.br/2013/11/a-suecia-e-um-pais-ateu.html
https://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=https://en.wikipedia.org/wiki/Phil_Zuckerman&prev=search
https://youtu.be/fnT7_xaD1eE
https://www.youtube.com/watch?v=BzI8kWvwzms
https://youtu.be/NNKhrxUQWNc
http://www.paulopes.com.br/2011/06/dos-fieis-da-igreja-da-suecia-15-sao.html#.WkcE79-nHIU
http://www.voxeurop.eu/pt/content/article/3805701-o-igualitarismo-ja-nao-e-o-que-era




https://www.lovemondays.com.br/salarios/cargo/pe/salario-gari/recife

https://www.youtube.com/watch?v=9pNP7S5w7IQ

facebook de Elton Souza Leasure (Bate papo sobre a Suécia)


https://youtu.be/9pNP7S5w7IQ








JANEIRO - BISPO ARNALDO

sábado, 30 de dezembro de 2017

FELIZ ANO NOVO 2017 - 201...8


A vida no Brasil segue bem assim. A classe rica cada vez mais rica, os pobres cada vez mais pobres.Imagem relacionada       


O que impressiona mesmo é que vivemos assim e esse jeito tornou-se, podemos pensar assim, uma prática comum e um estilo de vida.             Resultado de imagem para brasil 

Boas festas e as melhores expectativas para o novo calendário que está na beira do caminho. 
Poderíamos realmente estar com esse sentimento em nossos corações caso a situação da desigualdade social em nosso país fosse realmente observada pelo governo. 
É verdade e você que me lê agora sabe muito bem que vivemos em um País onde os governantes sempre foram omissos, sempre foram corruptos, sempre foram aproveitadores e os cidadãos comuns servem de peças manipuláveis no jogo da política. 
É lamentável. Mas ainda é um dado verdadeiro sobre a nossa nação.  
Desde que me conheço  por gente que sempre estivemos envolvidos com as piores condições de vida no que se diz respeito aos serviços públicos. 
Mas infelizmente ainda não somos capazes de construir uma consciência coletiva tal que os serviços prestados em uma sociedade para todos e em favor do bem comum fosse realmente a prioridade das políticas públicas.
Ou seja, você tem conhecimento da miséria de vida de sua família durante décadas e sabe que a família dos políticos que você elege sempre está mais rica e poderosa e não  há perspectivas de que sua família também alce aos degraus de cima para uma melhoria na vida... Isso não incomoda?
A Igreja traz a mensagem do conformismo, a escola te ensina a reproduzir uma realidade que não é a sua, a mídia crava no dia a dia os horrores que nos manipulam e a família almeja um filho na faculdade e ou vestido em uma farda militar.   
Por fim, dedico as dores e as feridas sociais aos nossos costumes e as nossas tradições... A igreja fez seu papel, a escola ensinou direitinho e a família unida festeja a chegada de um ano  novo cheio de falsas expectativas... entre um tiro e outro.

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

SEM CALCINHA, SEM SUTIÃ

A tarde estava mansa e quente. Típico mesmo das tardes de verão nordestino. Um vento morno passava sobre o telhado e escorregava um tiquinho de nada por entre as janelas escancaradas pra dentro de casa. Nada que pudesse refrescar alguma parte da casa, por isso eu mantinha as portas abertas e um ventilador ligado direto. Como de costume essas tardes quentes eram vazias e solitárias. Há alguns dias conheci Linda, iniciamos um namoro ou algo assim, fiz algumas promessas bem canalhas, coisas que as garotas gostam de ouvir. Elas sempre vibram quando mentimos descaradamente, se um homem não consegue mentir para sua mulher, ele está fadado ao fracasso. Elas não depositam virilidade na postura dele, qualquer uma, até aquelas desmioladas que vivem infincadas nas religiões, ou seja lá o que for, são essas mesmas que se o cara não tiver uma pegada cafajeste, uma prosa em verso aldravão, este homem é um presunto. Digo isso sem me gabar por que nem toda mulher consegue perceber quando falamos a verdade, de tão vinhadas que estão com as nossas mentiras, se algum sujeito se voltar contra as leis naturais e falar as verdades indevidas, logo elas destorcem a história e concebem apenas o que a natureza lhes proporciona, ou seja, condicionadas ao atrevimento masculino, elas o ignoram, por assim dizer, a verdade, e preferem criar uma mucosa viperina. Poucos de nós, homens, conseguem ser verdadeiros plenamente com suas mulheres. Por isso Linda sentiu-se bem ao meu lado. Dei-lhe a liberdade, a proteção, a família, a maternidade, a força, a tentação e a sexualidade... homeopaticamente...mentiras monstruosas que, se liberadas de uma vez, poderiam causar estragos psicológicos irreparáveis. Por fim, ela chegou de surpresa, eu estava bebendo uma cachaça com umbu. Fui recebê-la. Estava com um desses vestidos compridos de alça, colorido e lhe caindo bem. Seu corpo banco realçava bem e ela era muito bonita. No auge de seus 44 anos mãe de tês filhos, ela estava deliciosamente perfeita. Nos abraçamos e nos beijamos rente a cama, ela puxou o vestido por baixo e como numa mágica de um ilusionista grandioso, seu corpo estava nu... a beijei fervorosamente e a empurrei na cama ela prontamente caiu com as pernas aberas... mergulhei com a minha cara naquela boceta latejante, molhada, salgada e doce, perfeita. Flores, graxa, sol e calor, chupei por uns dez minutos, ela segurava minha cabeça e gemia de forma infantil... subi em seu corpo, ela agarrou meu pau e enfiou dentro de sua boceta... senti a umidade, o calor, o sol, a quentura da tarde, os raios de sol do por-do-sol alaranjado desfilavam lá fora em um baile frenético... trepamos por quase uma hora. 

capítulo sexo

As primeiras brechas de luz do sol entravam por entre os buraquinhos do mosquiteiro. Onde eu estou? Ah, claro adormeci em Linda. Bebi tanto ontem que nem me lembro das coisas direito.Sim, acho que trepamos ontem, ela ainda dorme, calma, enorme e espalhada sobre a cama entre seus lençóis desarrumados e cheios de aventuras. vou aproveitar para mijar e volto já de pau duro. Passo por cima dela e mexo com sua bunda durinha deliciosa, ela se mexe me agarrando pela barriga, eu empurro seus braços e ela se revolta rápido, entra debaixo dos lençóis e volta a dormir. Antes de ir no banheiro eu pego minhas drogas vou até a geladeira e bebo junto numa jarra a água que estava ali dentro. Não usei copo. Agora vou mijar. Ei, espere. Uma garrafa de conhaque? Ainda pela metade? Devo ter esquecido de outra vez... bem vamos abrir os trabalhos.