sexta-feira, 12 de agosto de 2011

"Cazuza
Composição: Frejat/ Cazuza

Eu quero a sorte de um amor tranqüilo
Com sabor de fruta mordida
Nós na batida, no embalo da rede
Matando a sede na saliva

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia

E ser artista no nosso convívio
Pelo inferno e céu de todo dia
Pra poesia que a gente não vive
Transformar o tédio em melodia

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum veneno antimonotonia

E se eu achar a tua fonte escondida
Te alcanço em cheio, o mel e a ferida
E o corpo inteiro como um furacão
Boca, nuca, mão e a tua mente não

Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum remédio que me dê alegria


domingo, 7 de agosto de 2011

ACORDA VASCO...

Pegou geral!! Assim vão zoar a semana toda... Levar 4 do botafogo é fazer sofrer demais... Ainda estamos em 4º mas, empatados com os mesmos pontos de 5º colocado. Tempo pra acordar e avançar.

ESPELHO VIRGEM!!!

Meu Deus, um sorriso aberto eu vou mergulhar... Neste tempo de procrastinar os sonhos e desregular os sentidos ... imagine se eu pudesse cantar? Eu cantaria o amor... Sem regras, sem normas, sem modelos, SEM MEDOS, sem par... Eu cantaria Cazuza perdido ao meu lado numa mesa de bar ou numa igreja pra cá OU NUMA ESQUINA PRÁ LÁ... Eu mentiria minha idade pra poder cativar o coração da menina... A flor dos meus sonhos... E nunca mais ia me PERDOAR... E NUNCA MAIS...

.POEMA AOS BONS AMIGOS E AOS VENTOS


Quem construiu a arca da amizade com todos os animais e inclusive com os dinossauros? Afinal nunca deixamos de ser a atenção da ciência enquanto ciência e nunca a deixaremos de o ser. Felizes são os que ocuparam a arca, e desprovidos da solidão foram resgatados, armaram suas tendas no deserto e perpetuaram sua prole. Uma lua açucarada desceu entre as colinas e espalhou seu mel de paz diante das cerimônias de amizade... Os dinossauros reinam entre as ovelhas e os lobos... tim, tim.



















minha filha... que amo demais

Sim, eu tenho uma filha. Ana Paula é seu nome. 14 aninhos de muita fofura e inteligência. É esta maravilha de menina que aparece bem no meio entre eu e a sua melhor amiga Alana. Esta é a gatinha do gatão. A flor que brotou dos meus sonhos. Sabe fazer miojo. Cozinha como ninguém. Faz execícios rápidos come e dorme num piscar de olhos. Adora o colégio sempre nos fins de semana e feriados. Quando é época de provas ela vive pesquisando na net... novos fakes. Praia é mesmo o seu fraco, ela detesta. E quando painho arruma uma (entre tantas) namorada... ela desiste de me desanimar...ela diz: "como pode uma pessoa gostar do senhor... que é feio, velho, gordo e liso?" Realmente é a minha filha... animadora e surpreendente. TE AMO. pra valer!!!

UMA TAREFA DE TODOS!

Costumo falar que do alto do monte, Moisés o líder do povo judeu, contemplou a terra prometida enquanto que lá em baixo os problemas se amodinavam entre o povo E ELE vislumbrado com o que via desligou-se dos problemas e seguiu seu destino, assim devemos caminhar, sem alienação afinal, exageros são o mal, e conquistar as nossas terras prometidas. Cada um de nós tem que rever seu compromisso social, avaliar sua postura dianmte de uma sociedade que está sendo construída aos poucos, e por cada olhar que damos à terra prometida, devemos proporcionar uma singular camada de energia utópica e deixar o povo sonhar os nossos sonhos... o sonho de Deus.

TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO

O TERMO É SUGESTIVO, agrada aos ouvidos e desperta toda uma gama de boas intenções. A tradição ortodoxa cristã, religiosa, determina uma aversão total a esta metodologia cristã. Só posso compreender tal aversão e aqui eu quero pedir perdão aos amigos contrários mas, só posso conceder a tal afirmativa certa validade por uma única e perversa concepção doutrinaria que é a de medo de perder o rebanho já criado. O que na verdade não pode deixar também de ser uma forma de angariar para si (TL) novas crias. Entretanto, não se faz menção do lado da TL pela busca ou medo de perder nada nem ninguém, o que se enreda é a afirmação de completude e alargamento de uma situação já existente, o cristianismo puro, e agora revista e aplicada a uma visão mais peculiar, latino americana e brasileira, partindo de um olhar e diálogo com e pelo pobre e contra a pobreza, é claro que a classe dominante não preferiria este (digamos)"modelo" de cristianismo, que faz pensar, que reflete melhor a nossa realidade, portanto é pensamento meu, apenas, considerar tal aversão a esta corrente como medo de perder o sistema vigente. Infelizmente os cascos se corroem com o tempo...(?!)

BLOG DA DILMA: Anatel flagra o uso ilegal de bloqueador de celula...

BLOG DA DILMA: Anatel flagra o uso ilegal de bloqueador de celula...: "Agência autuou escritórios na av. Paulista, emissora de televisão e até empresário que instalou em casa Autorização para usar o ap..."

DINOSSAUROS


MOMENTOS QUE ETERNIZAM AS PESSOAS EM NOSSOS CORAÇÕES

HUMILDADE...

Mandaram para mim este recado com a imagem de um casal de pássaros que viviam momentos tão humanos quanto o vivem os próprios. Alguém viu? Olha que é mesmo difícil de acreditar nessa história mas, em todo caso, é uma lição de vida muito forte para qualquer manda chuva que só sabe botar comida dentro de casa, coçar o saco, ver futebol, e tomar cerveja. O amor de Deus manifestado pela vida de suas criaturas e flagrado pela lente ou pelo dom artístico de uma pessoa preocupada com a caminhada da humanidade rumo ao seu caminho desconhecido e bem, bem, bem longe de Deus. Prefiro evitar um comentário mais agressivo e ser cordial com a ilustração do flagrante, já que o importante aqui é a essência da história e não como ela foi recuperada. Assim sendo, sejamos humildes o suficiente para perceber nesta ação a integração de Deus em todos os seus aspectos prováveis e livre de suas dogmáticas assembleias.

Em Cristo Jesus fiel juiz e LIBERTADOR.

OBESIDADE, DOENÇA QUE MATA!

Sofro! Uma doença que culmina em tantas outras é a obesidade. Deixo aqui um registro para tantos amigos e amigas que sofrem com a injustiça social, com o preconceito, com as cadeiras largas que não são respeitadas, com as roletas de ônibus, poltronas de cinema, bancos de praça, cadeiras de bar, roupas de número xgg mais caras, piadinhas com o lado do carro que o pneu está mais baixo, apelidos humilhantes, meninas que dizem não, meninos que nem olham as gordinhas, pelo direito de direito a ser depressivo, e por um olhar menos opressor e mais compreensivo... Por ser gordo. Mas deixo também um alerta: "cuidado com o que você come, senão vão enterrar você mais cedo" (eu?)

NOSSA SOFRIDA EDUCAÇÃO

O que se passa na cabeça dos alunos quando os professores resolvem lutar pelos seus direitos e a greve é a única arma democrática possível para reivindicar tal? Diríamos que NEM sempre a compreensão é consenso. Que nossos alunos ainda desejam as ruas ás salas de aula? Que a educação brasileira é um engodo e que os professores caminham para a extinção profissional? Quem modificaria tal pensamento se esse fosse realmente uma realidade em nossos dias? Descobrir o elo perdido entre os alunos desmotivados e alienados e os professores indignados e críticos com a sua realidade é uma proposta, um desafio que lanço neste blog, seja um pensador e descubra maneiras de converter uma catástrofe eminente numa saída desse labirinto de idéias.

OPERÁRIO DE JARDIM


OPERÁRIO DE JARDIM

Uma flor bela e encantadora, em um lindo jardim, me pediu que a regasse.

Deixei minha bata cair na lama para que ensopasse. Corri, corri feito um louco, corri... E bem perto Dela, daquela flor que se fazia sozinha, espremi bem minha bata... Com seu olhar de agradecida
Ela me ofereceu um beijo e ao encostar seus lábios em meu corpo, um espinho me feriu o rosto. Envenenado, fui a correr dali, eu queria me jogar de um precipício, sei lá, seria a saída?... Aquilo doía, doía. A flor que ajudei, me disse de longe assim:_ “Com o veneno que pus em ti darás muitas flores iguais a mim...A mim”. E escureceu o mundo. Sem sentir que acordei me fiz jasmim. E ao seu lado acordei. Ela olhou pra mim... Uma lágrima rolou. Lado a lado, estendemos as mãos e nunca mais fui beijado...

Josemir

135 anos da Comuna de Paris: do “assalto ao céu” à revolução pela humanidade

135 anos da Comuna de Paris:

do “assalto ao céu” à revolução pela humanidade

A Comuna de Paris, primeira revolução comunista da história, está completando 135 anos. Do dia 18 de março a 28 de maio de 1871, os operários franceses dirigiram a cidade de Paris e tiveram a ousadia de tomar medidas políticas que, seguramente, continuam servindo de exemplo e desafio ao movimento socialista mundial. A tomada do poder, no entanto, foi um ato de defesa de um povo que, ameaçado pelo governo burguês, resistiu e venceu. Como afirmou Marx, foi umassalto ao céu”, pois a intensa energia revolucionária dos operários contrastava com a fraca análise das condições objetivas da situação criada. É esta experiência que, em apenas 72 dias de existência, constituiu a principal base de reflexão política do marxismo, edificando na figura dos operários parisienses a “vanguarda do proletariado moderno”. Para compreender seu significado, é importante situar o contexto da época, o movimento da luta de classes, suas conquistas e lições. É esse o objetivo do presente texto que, ao resgatar a história da Comuna, pretende, ao mesmo tempo, incorporar referências marxistas que dela decorrem como contribuição à luta de classes internacional.

A cidade de Paris era, na época, o centro do poder governamental francês e o maior núcleo de operários, tendo presenciado muitas vítimas desde o golpe de Estado de 1851, que havia colocado a França sob a dominação do regime napoleônico. O período, portanto, era de muita instabilidade e o “perigo” de uma revolução social era fortemente caracterizado pela onda de greves, que se estendiam de 1867 a 1870. Em 1870, com a declaração de guerra contra a Prússia e a derrota logo um mês após, a população ocupou a Câmara Municipal, exigindo o fim do regime. A República é proclamada em setembro do mesmo ano. É anunciado, então, o Governo de Defesa Nacional, utilizando o patriotismo para iludir os operários.

Cronograma pro jovem/PETI - AGOSTO 2011

Observação: Falta agendar data de passeio mensal. – Josemir Medeiros da Silva

Data

Atividade

Serviço

Público Alvo

Recursos utilizados

Atores sociais/Parceiros

01

Leitura do caderno do orientador social pg. 235 – palavra cruzada

15-17

Jovens

Caderno do orientador social, cadernos e lápis

Orientador social

02

Esporte e lazer no ginásio de planalto

15-17

Jovens

Material esportivo

Orientador social

Facilitador de esportes

03

Exposição do filme: “entre irmãos” – 14 anos

15-17

Jovens

TV, DVD, filme.

Orientador social

04

Esporte e lazer

15-17

Jovens

Material esportivo

Orientador social

Facilitador de esportes

05

Preparação para exposição do PLA

15-17

Jovens

Caderno orientador social

Orientador social

08

Dinâmica da paz.

Exposição do PLA para o CRAS

15-17

Jovens

Bolas de encher, barbante. Material didático

Orientador social

CRAS

09

ESPORTE E LAZER

15-17

Jovens

Material esportivo

Orientador social

Facilitador de esporte

10

Filme :continuação de nas garras do tráfico – 16 anos.

15-17

Jovens

DVD, filme, tv

Orientador social

11

Esporte e lazer

15-17

Jovens

Material esportivo

Orientador social

E facilitador de esportes

12

Passeio ao rio.

15-17

Jovens

caminhada

Orientador social

15

Organização do PLA – material completo para ser apresentado

15-17

jovens

Fitas adesivas, cartolina,cola, piloto, lápis, borracha etc.

Orientador social

16

Esporte e lazer

15-17

Jovens

Material esportivo

Orientador Social

E facilitador de esportes

17

Filme: Pixote – 16 anos.

15-17

Jovens

DVD, FILME, TV

Orientador Social

18

Esporte e Lazer – Ginásio do Planalto

15-17

Jovens

Ginásio

Orientador social Facilitador de Esporte e lazer

19

SEMAS

15-17

Jovens

transporte

Orientador social

22

Avaliação de conteúdo – caça palavras – introdução ao tema transversal: folclore

15-17

Jovens

Cadernos, lápis, borrachas.

Orientador social

23

Quem é, o que fez Câmara Cascudo

Esporte e lazer

15-17

Jovens

Material esportivo e cadernos, pesquisa de internet.

Orientador social e facilitador de esportes

24

Planejamento da apresentação final do PLA.

15-17

Jovens

MATERIAL DIDÁTICO

ORIENTADOR SOCIAL

25

Continuação do planejamento e esportee lazer

15-17

Jovens

Material didático e material esportivo

Orientador Social e facilitador de esportes

26

Passeio ao museu Câmara Cascudo

15-17

Jovens

transporte

Orientador social e facilitador de esporte e cultura

29

Planejamento

30

Esporte e lazer

15-17

Jovens

Material esportivo

Orientador social e facilitador de esportes

31

Jantar dia dos pais

--------

pais

Alimentação

Todos envolvidos

PLANEJAMENTO DE AGOSTO - 2011-06-29

Josemir – pro jovem/PETI

TEMA GERADOR:

· Participação Cidadã.

TEMAS TRANSVERSAIS:

· Juv. Esporte e lazer

· Saúde

· Valores: união, solidariedade, paz,

· Cultura

OBJETIVO GERAL:

· Conscientizar o jovem de sua participação e contribuição no coletivo quanto a sua inserção cidadã. Fazendo-se agente de transformação do meio e autor de sua própria história.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

· Desenvolvimento intelectual e social do jovem;

· Criar Possibilidades de percepção no jovem quanto às ações políticas em seu meio

· Instigar o jovem a participação efetiva no PLA.

· Agregar valores ao coletivo como princípios norteadores de transformação cidadã.

· Construir um ambiente gerador de Paz e bem estar.

METODOLOGIA:

· A chamada de freqüência deve ser realizada antes de iniciarmos as atividades

· Estaremos realizando atividades lúdicas, pedagógicas, em encontros diários com duração aproximada de 01h30min.

· Realizaremos atividades de leitura e escrita

· Dinâmicas e reflexão

· Exposição de filmes com debates posteriores

· As atividades esportivas e de lazer serão ministradas pelo facilitador de esporte e lazer no Ginásio de esportes do Planalto com duração aproximada de 02h00min.

· Construção de palavras cruzadas.

· Charadas, frases diárias com características diversas buscando uma breve reflexão ou mesmo descontração.

OBS: Caso haja algum passeio, prontificamo-nos de avisar com antecedência os jovens, providenciar o transporte, o lanche, e as demais necessidades que por ventura venham a existir.

RECURSOS:

· Material de expediente

· Transporte pata traslado

· Salas

· Carteiras

· TV

· DVD

· Material esportivo

AVALIAÇÃO:

· Esperamos que ao término destas atividades os jovens amadurecessem em sua perspectiva cidadã, vislumbrando um horizonte de possibilidades profissionais e intelectuais.