sexta-feira, 5 de setembro de 2014

SOMOS PRETOS COMO O AZUL DO MAR



Quando aprenderemos a nos valorizar? A vida acorda sem a percepção das cores. Um dia somos tachados de cor e isso transforma a maneira de viver para sempre. Somos apenas uma cor? As correntes são as nossas joias? Nosso legado é o lixo, as sobras? Nunca saberemos ao certo. O que incomoda mesmo é o sentimento de não pertencer ao mesmo mundo. Nossas vidas são apenas números. Por que?





















Nenhum comentário: