sexta-feira, 22 de agosto de 2014

TODAS AS PISTAS APONTAM AO CONGRESSO - ELEIÇÕES 2014

SONHO DE CONSUMO - CONGRESSO NACIONAL BRASÍLIA DF.
O que nos leva a contemplar um objeto e deseja-lo? Nossa necessidade pessoal seria o raciocínio lógico para sentir este desejo.  No mundo político o objeto em desejo,  é o cajado do poder; seu  statos e sua carga de influência. Na nossa campanha presidenciável todos os seletos candidatos estão na usura de uma cadeira eletiva. Recentemente uma confusão se abateu sobre a caminhada pretensa. A morte do candidato Eduardo Campos tornou esta caminhada numa corrida.  E numa pista de caminhadas leves e de no máximo corridinhas esporádicas,  nos deparamos com as corridas mais rápidas e de longa distância que já se teve notícia. O que nos importa saber sobre isso? São as maneiras de correr que cada pretendente articula nesse trecho, que nos impressiona. Vejamos os candidatos chamados pela rede globo de "não pontuáveis" nas pesquisas; caminhavam aos berros, bradando receitas e formulas mágicas, isso não os desmerece mas, aumenta sua impopularidade entre os eleitores e a rede globo sabe muito bem disso. A pista de corrida na TV  é um gráfico, em linhas pontilhadas, que desmerece o conceito do candidato. Agora ele corre contra um agente natural monstruoso, o gráfico, que deve permanecer sempre em ascensão pois uma queda demonstraria o fracasso e a fraca personalidade física política do candidato. O que não nos damos conta que a reta final é a rampa do congresso nacional e que cada corredor ou candidato, está com as pernas bambas justamente na frente das urnas eletrônicas. Que vença o melhor corredor. 

Nenhum comentário: