sexta-feira, 8 de agosto de 2014

SAUDADES DO COLLOR...

          Acordei com saudade do "collor" da mamãe. Das comidinhas gostosinhas prontinhas e quentinhas esperando em cima da mesa... os pratinhos limpinhos... a atenção quando a gente se machucava, quando  agente adoecia, quando queria comer um lanchinho de tarde, era tudo muito mágico. Ninguém sabia de onde vinha tanto carinho, tanta paciência, tanto amor, tanta sabedoria, mas vinha tudo junto num pacote enorme e feliz. Mãe é a melhor pessoa que Deus deixou aqui na terra... Gostaria de ver todas as mães no céu brincando com seus brinquedos, suas bonecas prediletas, suas roupas preferidas, seus sapatos de adultos, suas maquiagens, as panelinhas e casinhas de plástico que tanto elas arrumam. Agora, quando elas estiverem lá no céu, no bem bom,  talvez elas esqueçam um pouco de mandar a gente arrumar a cama, escovar os dentes, tirar  a toalha de  cima da cama, comer pouco, (rsrsrsrs) de acordar a gente cedo pra ir pra escola. (...) 

Nenhum comentário: