quinta-feira, 11 de maio de 2017

DEUS ESTÁ PRESO 2

       O grande episódio da semana está sendo o depoimento de um senhor conhecido por sua garra pessoal, seu amor pela vida, seu altruísmo, e eternamente reconhecido como um verdadeiro guerreiro, operário, depois, sindicalista o melhor deles, germe do trabalho político de base, o senhor Luís Inácio Brasileiro Lula da Silva. Este texto tem a intenção de escancarar o quanto a maior parte do nosso povo se encontra, se enxerga, se espelha, com a personagem Lula em cada episódio de vida sofrido por cada um ao longo da existência.
       É claro que o período eleitoral está distante e que as especulações estão em embrião, mas existe algo  que supera toda e qualquer opinião mal intencionada que se chama compaixão. Percebo em meu ser os conceitos da TL que por um bom tempo me conduziram a forma de pensar. O olhar daquele povo sofrido, sua redenção está no manejo dos bichos, na plantação, nos encontros do trabalho de base. A redenção de um povo não por um messias, apenasmente, mas pela garra de sub-existirmos e de nos mantermos sempre alertas aos discursos de poder e de dominação.
       É neste contexto de credibilidade ferida e de incertezas que brotam feito ervas daninhas que ergue-se o gladiador demito, quase um deus,
     

Nenhum comentário: