segunda-feira, 28 de agosto de 2017

RAÇA E PROGRESSO - FRANZ BOAS - UM SEMINÁRIO

UFRN, 2017.1 - 2º SEMESTRE


       A antropologia de Franz Boas é considerada uma antropologia histórica. Mas a antropologia, em seu início, viveu por um longo período pregando o evolucionismo cultural, baseando sua doutrina na classificação biológica. Os séculos 19 e 20 são o berço dessa doutrina. O problema com a biologia está em determinar sua exclusividade para as investigações e experiências. 
       No texto que vamos tratar aqui, Raça e progresso, o professor Franz Boas tece críticas à esta doutrina.  Primeiro o professor Boas aponta três aspectos fundamentais como problemas doutrinais. São eles as implicações sociais e econômicas; os aspectos biológicos e psicológicos; e ainda uma terceira questão que é a motivação social daquilo que está acontecendo.
       O professor abaliza o fato social norte americano ocorrido entre os negros africanos que foram submetidos a trabalhos escravos em plantações de tabaco, café, os chamados produtos tropicais como causa exemplar de sua pesquisa desmistificando a doutrina biológica do evolucionismo. O ocorrido se dava pela mistura entre senhores brancos e as mulheres negras escravas ocasionando uma diminuição no número de negros puros. (cont) 

Nenhum comentário: